sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Dois homens se divorciam, tornam-se lésbicas transgêneros casam e agradecem apoio da igreja



 

        Um casal de lésbicas transgêneros tornou-se marido e mulher, e também esposa e esposa, no mesmo dia.Jenny-Anne Bishop, 65 anos, cujo nome de batismo era Paul (pai de três filhos), e Elen Heart, 68, que já foi Alan (pai de dois), vivem como um casal gay desde 2004 na cidade de Clwyd, no País de Gales.
Ambos são divorciados e criaram cinco filhos em seus casamentos. Adultos entre eles viveram juntos, por seis anos como lésbicas transgêneros. Mas o casal decidiu não fazer a cirurgia de mudança de sexo devido aos riscos associados à sua idade.
         Ano passado isso mudou. Jenny-Anne decidiu fazer a operação para mudar de sexo, além de plásticas para aumentar os seios e neste ano optou por um procedimento que garantia sua feminização facial.
        O casal já se tornou oficialmente “marido e mulher” em uma cerimônia civil em North Wales. Alguns dias depois, fizeram a cerimônia religiosa no templo da Comunidade Metropolitana em Manchester, Inglaterra, onde o amigo transgênero “Gabrielle” foi sua dama de honra.
         Elen, um designer gráfico aposentado que toma hormônios à base de plantas para tornar sua aparência mais feminina, no papel era o noivo. Mesmo assim, optou por usar um vestido de seda vermelho brilhante e salto alto.
        Jenny-Anne, um gerente de vendas aposentado, posou como noiva em um vestido creme, com direito à tiara de princesa.
       Eles foram oficialmente anunciados como marido e mulher diante de quatro amigos, que compareceram como testemunhas.
      Jenny-Anne (direita) foi casado durante 31 anos e se divorciou em 2000. Elen é divorciada duas vezes.
Jenny-Anne disse: “Foi um fim de semana lindo. Recebemos muito apoio e amor de nossos amigos. No cartório tivemos de ouvir marido e mulher, por isso insistimos para celebrar nossa feminilidade na igreja, onde fomos chamados de ‘esposa e esposa’”.
    O casal tem sido um dos símbolos da luta para a aceitação de transgêneros, que não podem ser legalmente casados a menos que um deles troque de sexo.
    Jerry-Anne, que já tem uma neta, acrescentou: “A lei nos vê agora como um casal heterossexual que podem se casar, mas somos apenas duas pessoas que se amam e queriam declarar publicamente seu relacionamento. Foi bom encontrar uma igreja que nos aceita e receber a benção de Deus”.

Fonte: Gospel Prime
Com informações Daily Mail e Huffington Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário