segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Foto de sobrevivente a um aborto viraliza no Facebook


 
                                                Foto de sobrevivente a um aborto viraliza no Facebook

        Uma foto de um garoto com síndrome de Down tem sido uma das fotos mais populares no Facebook nos últimos dias. Milhares de usuários da rede social compartilharam a imagem do garoto segurando uma placa que descreve como ele sobreviveu a um aborto .
        O menino da foto tem cinco anos e seu nome é Boaz Reigstad. O cartaz que ele segura diz: “Eu posso não ser perfeito, mas estou feliz. Fui criado por Deus à sua imagem. Sou abençoado. Eu sou os 10% das crianças nascidas com síndrome de Down que sobreviveram à lei que permite o aborto”.
A mensagem lembra que a média de aborto para crianças afetadas com esse tipo de doença é superior a 90%. A foto de Boaz é um sucesso, um viral no Facebook, e tem inspirado movimentos pró-vida em todo o mundo. Ela tem atraído milhares de pessoas envolvidas na luta contra o aborto em todos os lugares do mundo, incluindo muitos que “curtiram” a imagem em páginas como “Vamos encontrar 100.000 pessoas contra o aborto”.
       A foto também foi publicada na página do Facebook do filme “180″, um documentário que pretende “mudar de visão que os EUA têm do aborto.”
       Um professor que trabalha com educação especial comentou no Facebook, “As crianças são um presente e nunca podemos esquecer o quanto Deus ama quando Ele nos dá essas crianças.” Outro comentário no Facebook dizia: “Eu tenho um sobrinho de 5 anos e um primo de 20 anos. Ambos têm síndrome de Down. Eu não poderia imaginar minha vida sem eles. São pessoas preciosas, brilhantes, amorosas, atenciosas, um dom de Deus. ”
       Josh Mercer, do site CatholicVote.com, foi uma das pessoas que ajudaram a popularizar a imagem. Depois de ver a foto pela primeira vez, disse: “Quando falo com os amigos que têm uma criança com síndrome de Down, todos dizem quanta alegria aquele filho traz para a sua vida. Tenho vergonha de viver em um país que escolhe a morte para 90% dos bebês que são diagnosticados com síndrome de Down ainda no útero materno”.
       Andy Reigstad, pai de Boaz e autor da foto explicou: “Estamos gratos a Deus que ela tem tocado a vida de muitas pessoas e aberto os olhos deles sobre essa questão.” Boaz é o mais velho de três filhos. Ele comemorou seu sexto aniversário no dia 30 de outubro.
     Em uma pesquisa recente feita pelo Hospital Infantil de Boston, com 2.044 pais ou responsáveis, 79 % relataram que têm uma visão da vida mais positiva depois de terem um filho com síndrome de Down.

Traduzido e Adaptado por Gospel Prime de The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário