quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Cristão americano diz que céticos não são bem-vindos em sua sorveteria

Foto do cartaz se tornou
viral na internet americana
Na semana passada, Andrew Juby, 28, de Springfiel, Missouri (EUA), colocou um cartaz na porta de sua sorveteria avisando que céticos não seriam bem-vindos em seu "negócio cristão".  Estava se realizando na cidade uma convenção de ateus.

Uma foto do cartaz se espalhou rapidamente na internet, com protesto de ateus de várias regiões dos Estados Unidos. Em sites de consumidores, a Gelato Mio, a loja de Juby, foi apontada como  local de intolerância por motivo religioso.

No mesmo dia Juby tirou o cartaz da loja e pediu desculpas. Como o episódio continuava repercutindo na internet, ele escreveu uma carta tentando explicar a sua decisão discriminatória.

Disse ter que ficou chocado ao ver nas proximidades da convenção uma pessoa que conduzia um sermão chamando a Bíblia de “maldita”, em vez de dizer “amém”. Como se sentiu ofendido, em um impulso escreveu o cartaz.

“Não estou pedindo desculpas por minhas crenças, mas sim por meus atos indesculpáveis”, disse. “Eu estava errado.”

Alguns ateus aceitaram as desculpas. Outros não porque afirmam que o “arrependimento” de Juby foi motivado pelas quedas nas vendas de sua sorveteria.

Juby agora dá desconto de 10% aos fregueses.

Com informação das agências e Paulo Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário