quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Espiritualidade traz benefícios diferentes para homens e mulheres doentes


As mulheres têm melhorias na saúde mental, enquanto os homens sentem benefícios também na saúde física     As mulheres têm melhorias na saúde mental, enquanto os homens sentem benefícios também na saúde física.
     A espiritualidade melhora a saúde tanto de homens quanto de mulheres que enfrentam algum tipo de doença crônica. Entretanto, cultivar o lado espiritual afeta os gêneros de maneira diferente, como mostra estudo publicado na revista Journal of Religion, Disability & Health.
      Ter uma religião ou crença traz bons resultados para a saúde mental das mulheres, enquanto que, para os homens, a melhora também se reflete na saúde física.
      Diversos estudos já haviam mostrado os efeitos positivos da espiritualidade para a saúde. Um deles, realizado pela Universidade de Wisconsin-Madison, descobriu que preces e orações são uma forma positiva de distração e uma maneira de as pessoas lidarem com situações difíceis, como doenças.
     Esta nova descoberta reafirma a ideia de que uma crença espiritual pode ajudar a lidar com as consequências negativas de uma doença. É o que acredita Stephanie Reid-Arndt, pesquisadora da Universidade de Missouri.
      A autora do estudo e sua equipe, para aprofundar as análises sobre a relação entre religião e saúde, analisaram o papel de cada gênero na hora de usar a espiritualidade ou religião para lidar com doenças e deficiências, como derrame, leucemia ou lesões cerebrais.
      Os pesquisadores recrutaram 168 pessoas, com idades a partir de 18 anos, que estavam doentes. Destes, 61 tinham danos cerebrais, 32 eram vítimas de derrame, 25 apresentavam danos na medula e 25 tinham câncer. Os outros 25 que também foram analisados eram familiares que estavam fazendo exames de rotina com o médico.
      Depois de analisarem o nível de espiritualidade dos participantes, os pesquisadores mediram o grau de saúde mental e física por meio de um questionário.
     Para as mulheres, uma melhora na saúde mental foi associada a ritos espirituais diários, como praticar o perdão e usar suas crenças religiosas para resolver problemas. Acreditar e amar “alguém superior” também foi considerado positivo, segundo os pesquisadores.
     Os homens, por sua vez, se beneficiam mais do suporte social que encontram em grupos religiosos, como congregações, intervenções espirituais e assistências a hospitais.

 Notícias Cristãs com informações do UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário