domingo, 6 de novembro de 2011

Malafaia vai à Justiça contra líder gay sob acusação de uso de vídeo editado

Pastor acusa movimento gay
de ter dado 'golpe baixo'
     O pastor Silas Malafaia (foto), da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, vai processar Tony Reis, presidente da ABLGT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis) por ter usado um vídeo editado para pedir providências ao Ministério Público para que o seu programa de TV fosse retirado do ar.
         O vídeo, originalmente postado no Youtube, extraiu do programa o trecho em que o pastor diz que a Igreja Católica tinha de “baixar o porrete em cima deles” [homossexuais] porque “ridicularizaram” símbolos religiosos na Parada Gay  deste ano. Em seguida, o vídeo mostrou trecho da reportagem da Band sobre o caso de um casal de gays que tinha sido agredido por homofóbicos, dando a entender que foi uma consequência da pregação do pastor.
        O pastor vai anexar ao processo a íntegra do seu programa e o vídeo citado pela ABLGT. Lauro Jardim, da Veja, informou que Malafaia anunciará neste sábado a decisão de recorrer à Justiça.
Na semana passada Malafaia acusou o movimento gay de ter dado um “golpe baixo”.

Vídeo citado pela ABLGT 



Malafaia acusa este vídeo de ter sido manipulado por Paulopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário