sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Católicos e evangélicos defendem a divisão do estado do Pará


    Católicos e evangélicos defendem a divisão do estado do Pará
   O Estado do Pará está passando por um período muito delicado onde sua população irá votar sobre a criação de outros dois estados Carajás e Tapajós.   
   Os líderes religiosos da região começaram a incentivar os fiéis a votarem no sim nos programas eleitorais.
     Tanto bispos, padres e pastores estão falando sobre o tema nos cultos e missas, dizendo que a separação do estado irá trazer um milagre econômico e social. Até comissões de pastores e líderes evangélicos já se mostraram favoráveis a criação de Tapajós e Carajás.
Mas até o momento a Igreja Católica do Pará não divulgou sua opinião formal sobre o assunto, por esse motivo cada religioso deve seguir o pensamento que bem entender sobre essa divisão que será decidida através de um plebiscito.
     O bispo da Diocese de Marabá, dom José Foralosso, é favorável porque acredita que a criação dos estados vai beneficiar a população. “Aqui, a presença do Estado está ausente. Pelo tamanho do Estado, pelas distâncias. Não sentimos uma solução dos problemas”, disse ele que comanda um rebanho de aproximadamente 700 mil pessoas distribuídas em 27 paróquias de 17 municípios.
     Outro líder religioso que é a favor da divisão é o presidente da Assembleia de Deus de Marabá, pastor Sales Batista. No comando de 120 congregações ele pediu para que 112 pastores pregassem abertamente defendendo a criação de Carajás e Tapajós.
“Nós falamos de Deus (nos eventos criados para falar sobre o tema) e aproveitamos também para falar dos problemas da região, falta de médicos, estradas. Falamos de saúde, educação. Nós precisamos ter um governo mais próximo”, explicou o pastor Sales Batista. “Mas não fazemos politicagem”, friza.
Com informações IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário