sábado, 3 de dezembro de 2011

Cresce o número de adolescentes grávidas


Cresce o número de adolescentes grávidas
Divulgado na semana passada, o relatório Situação da Infância Brasileira 2011, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (), revela que em cinco anos, contrariando a queda da taxa de natalidade (21% em dez anos no País), subiu em 6% o número de filhos de meninas com menos de 15 anos. A estatística revela que a cada hora são mais de três partos de grávidas nessa faixa etária no Brasil.
“Temos uma lei no País que fala que toda relação sexual até os 14 anos tem presunção de estupro. Nem era para essa relação sexual ter acontecido”, disse a representante do Unicef no Brasil, Marie-Pierre.

O crescimento é apontado apenas nas menores de 15 anos. Entre as adolescentes mais velhas, com 16 anos ou mais, a tendência é uma diminuição de 14% no mesmo período. O relatório aponta ainda, que falta assistência justamente no período em que mais surgem dúvidas.
Superada a gestação, começam as complicações sociais. Das mães com idade entre 10 e 17 anos, 76% estão fora da escola. Entre as adolescentes nessa faixa etária, mas sem filhos, o índice é de apenas 6%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário