quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Kaká nega que tenha brigado com os líderes da Igreja Renascer em Cristo


 


Ao contrário de sua esposa, Carol Celico, que não esconde as decepções que teve durante o período que frequentou a Igreja Renascer em Cristo, o jogador Kaká desconversou ao falar sobre o tema com o jornalista Jorge Kajuru.
Na entrevista o meia do Real Madrid disse que ainda mantém contato com os líderes da denominação Estevam e Sonia Hernandes e nega que tenha se desentendido com o casal. A mídia especulava que o jogador teria investigado as denúncias feitas contra os Hernandes que respondem a processos de estelionato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.
Kaká disse que não tem acesso à essas informações e esquiva-se dos reais motivos de sua saída da Renascer alegando motivos pessoais. “Eu nem tenho acesso a esse tipo de informação [denúncias]. Só achei que fosse hora de deixar a instituição Igreja Renascer em Cristo”, disse ele.
O jogador e sua família (pai, mãe e irmão) frequentaram a Renascer por anos, ao começar a namorar Caroline Célico, de família católica, a jovem também se interessou em fazer parte da igreja e chegou a ser ungida como pastora. Mas em 2010 o casal anunciou seu desligamento sem explicar claramente os motivos e até hoje não se filiaram como membros de nenhuma outra denominação.

Com informações UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário