quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

“Pastor da Luta” tem ministério com lutadores de MMA


 


O líder de uma igreja americana está chamando atenção por se dedicar a orar pelos lutadores. Brian Beals, pastor da Igreja de Canyon Creek recebeu o apelido de “Pastor da luta”, por causa de sua amizade com Jeremy Stephens do UFC.
Ele iniciou sua congregação em Everett, Estado de Washington, há sete anos. Um grande fã de artes marciais mistas (MMA), ele acredita aumentar a confiança e a fé em Cristo dos lutadores através de seu apoio e orações. Hoje conta com mais de 20 lutadores  entre o seu rebanho que beira os mil membros.
“Vejo-me como um missionário para a comunidade de MMA”, disse Beals. ”Os missionários em geral dedicam-se a grupos de pessoas que não são alcançados. Deus nos deu uma estratégia para tentar chegar a esta comunidade específica”.
Beals diz que seu amor pelo MMA começou quando viu um anúncio para a primeira transmissão do Ultimate Fighting Championship ( UFC ) pela TV a cabo, em 1993, e decidiu assistir.
Instantaneamente ficou encantado pela técnica do esporte  e passou a acompanhar as lutas regularmente. Os lutadores de MMA utilizam vários estilos para nocautear ou vencer por pontos seus adversários em disputas de três ou cinco rounds, com cinco minutos de duração cada.
“No MMA, tudo é possível”, disse Beals. ”Você nunca sabe o que vai acontecer. Esses caras são excepcionalmente disciplinados para entrar em ação por alguns minutos a cada três meses”.
Em 2008, o pastor já tinha uma boa reputação entre a comunidade de lutadores de Washington e logo começou um blog chamado FightPastor.com onde narrou os desafios e as rotinas de treinamento, vitórias e derrotas dos lutadores que acompanhava.
Embora geralmente ministrasse apenas para lutadores locais, logo passou a servir como capelão de Jeremy Stephens e Rogers Demico, lutadores do UFC.
“Nossos rapazes do MMA apreciam a sinceridade como lidamos com a Bíblia”, disse Beals. ”Nós pregamos o Evangelho e não ficamos dando socos. É uma continuação do que fazemos em nossa igreja”.
A televisão está aumentando o alcance da mensagem de Beals, pois esta semana ele apareceu  em um episódio da série de matérias investigativas “Vanguard”. O episódio  ”Lutas no octógono nos Estados Unidos” mostrou Savant Young, um lutador e treinador, dizendo aos fãs de MMA como Beals mostra o crescente apelo do esporte.
“As pessoas aceitam o fato de que somos profissionais e esse é o nosso trabalho”, disse Young. ”Há tantas pessoas de diferentes estilos de vida que podem apreciar um esporte como o MMA.”
O pastor afirma que alguns de seus sermões fazem referências a seu esporte favorito, ao lado de temas mais comuns, como família e fé. Ele lembra que não é um lutador e que a maioria de sua congregação não compete no MMA.
Mesmo assim, afirma que ainda recebe críticas  de cristãos confusos com relação a seu ministério com um esporte considerado violento.
“Muitos cristãos são contra todas as coisas que eles não entendem”, disse Beals. ”A maioria dos lutadores são homens bons e eles não estão brigando em bares. Uma igreja saudável tem interesses culturais e econômicos diversificados”.
“Eu sou um homem que gosta de MMA e eu sou um homem que deseja representar bem a Jesus”, disse ele. ”Deus usou meu amor por esse esporte e meu amor por Ele e uniu os dois em uma oportunidade, única e divertida, pois estou pregando para eles.”
Entre algumas das estrelas do UFC há cristãos dedicados, como Jon Jones e Vitor Belfort.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário