quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Pastor evangélico é denunciado por possuir veículo com placa de segurança

Um veículo estacionado à Rua Rafael de Aguiar, no bairro Getúlio Vargas, causou suspeita durante a tarde dessa terça-feira, 13. Aparentava ser um carro comum, mas não era. O que diferenciava ele dos demais era a placa. A cor dela é cinza e, por isso, não geraria desconfiança por se tratar de um transporte particular, mas as iniciais da placa IAO e numeração 0145 demonstravam tratar-se de uma placa de segurança, utilizada apenas por policiais civis durante investigações sigilosas.
As placas com essas iniciais e com numeração de 0 a 200 são placas de segurança e que só devem ser utilizadas pela Secretaria de Segurança Pública no caso de investigações sigilosas. Os veículos com essas placas circulam pelos locais de forma secreta, sem gerar nenhum tipo de desconfiança. Elas são fixadas em veículos comuns, sem que a população perceba que está a serviço de investigações policiais e tem o objetivo de dar a polícia mais segurança e discrição para desvendar crimes de alta periculosidade como, por exemplo, o envolvimento de pessoas no tráfico de drogas.
Segundo uma denúncia anônima, o veículo prata – um Hyundai, modelo Casa Atos Prime - que ficou estacionado naquela rua por cerca de duas horas é de propriedade de um pastor evangélico, mais conhecido em Aracaju como ‘Severino das Castanhas’. Ele congrega em uma igreja no bairro Coqueiral e tem um programa evangélico numa emissora de rádio.
A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - SMTT – recebeu a informação do próprio Cinform, depois de apurar a denúncia anônima, de que aquele veículo tinha placa de segurança e deveria ser utilizado apenas por policiais civis, mas estava sob a guarda de um cidadão comum. A SMTT confirmou nos seus cadastros que a numeração da placa realmente tratava-se de uma de segurança e que enviaria uma viatura para averiguar se havia algum tipo de irregularidade.
Quando a equipe da SMTT chegou ao local e viu o veículo, a confirmação foi instantânea: era uma placa de segurança, mas os agentes da SMTT disseram que o veículo não cometia nenhuma irregularidade no trânsito como estar estacionado em local inapropriado e que por isso não poderia fazer nada se caso o veículo estivesse nas mãos de um cidadão comum e não a serviço da polícia. Nessa hora, o dono do veículo apareceu e, de fato, era o pastor ‘Severino das Castanhas’.
No momento em que foi abordado pelo Cinform sobre o veículo, ele disse que era de sua propriedade e perguntou o que estava acontecendo. O Cinform questionou ainda o porquê de ele estar circulando com uma placa de segurança que só policiais em investigações sigilosas podem utilizar. O pastor Severino, temerosamente, revelou: “O carro não é meu. É de um policial civil. Estou sem o meu veículo e peguei esse carro emprestado de um amigo, que é policial civil. Ele é veterinário, trabalha no Denarc e se chama Maurício”, disse o pastor, tentando justificar um erro pela necessidade.
Após a afirmação do pastor, a equipe de reportagem do Cinform Online entrou em contato com a Secretaria de Estado da Segurança Pública para checar a denúncia e foi informada que esta placa era utilizada em um veículo do tipo Ranger, do Denarc, mas que esse carro já havia sido devolvido para a locadora. “Provavelmente não tiveram o cuidado de recolher a placa de segurança e ela deve estar sendo utilizada indevidamente. A SSP já iniciou a investigação”, declara o assessor de comunicação da SSP, Lucas Rosário.

PLACAS DE SEGURANÇA
As placas são regulamentadas por uma legislação específica e atendem a casos específicos. São usadas por delegados, por próprios policiais e também por outras autoridades, a exemplo de juízes, desembargadores, membros do Ministério Público, entre outras pessoas que, se sofrem ameaças, são incluídas em esquema especial de segurança.
O Detran tem o controle das placas de segurança, mas não tem o poder de liberar por iniciativa própria. A solicitação de placas de segurança é feita, rigorosamente, pela Secretaria de Estado da Segurança Pública depois de avaliar inúmeros critérios específicos que são mantidos em sigilo para garantir ainda mais a segurança. Em Sergipe, 200 veículos circulam com esse tipo de placa com numeração que vai de 0 a 200.

Notícias cristãs com informações do Cinform

Nenhum comentário:

Postar um comentário