quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Com apoio de cristãos, profecias bíblicas estão se cumprindo em Israel


 


O profeta Isaías escreveu em seu Livro, cerca de 700 anos antes de Cristo: “O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa” (Isaías 35:1) ou, neste caso, “como o carvalho ou o pinheiro”. Até algumas décadas atrás, as colinas da Judeia eram um lugar seco (deserto) onde ninguém habitava (sozinho).
Hoje, graças ao trabalho do Fundo Nacional Judaico (JNF) e a participação de entidades cristãs de todo o mundo, as profecias bíblicas estão sendo literalmente cumpridas nas colinas da Judeia. O doutor Liran, representante do Fundo, “eles dizem que se você está plantando uma árvore e o Messias vier, continue plantando a árvores antes de saudar o Messias”.
Com esta iniciativa, o Fundo Nacional Judaico já plantou mais de 240 milhões de árvores na Terra Prometida. Trata-se de um projeto que literalmente tem transformado o deserto em um paraíso. ”Temos uma oração que diz… Desde a tua habitação no céu, contempla e abençoa esta terra santa, para que mane novamente leite e mel… Afunda as suas raízes e aumenta as suas copas para florescerem em tua graça, junto com todas as árvores em Israel”, lembra Liran.
Os líderes da COICOM [Confederação Cristiã Iberoamericana de Comunicadores e Meios de Massa] dão sua contribuição no replantio das árvores na Terra Santa, mais especificamente na Floresta Kennedy, poucos quilômetros ao sul de Jerusalém. ”Tem sido uma experiência muito importante vir à Terra Santa, Jerusalém, para plantar uma árvore. É uma alegria e foi uma honra para mim contribuir para o reflorestamento da Terra de Israel “, disse Arnold Enns, presidente da COICOM.
Esse novo trabalho de plantio ocorre exatamente um ano após o grande incêndio das florestas do Monte Carmelo, que deixou milhares de hectares em cinzas, causando 44 mortes.
“Esta é uma terra deserta e precisamos reflorestar. Não vai ajudar apenas o estado de Israel, mas também os países que estão prestes a restaurar a vida selvagem, flores e tudo o que era natural de sua terra”, diz outro membro da COICOM.
Este processo está chegando ao deserto no sul do país. ”No Neguebe também estamos cumprindo a visão de David Ben Gurion. Estamos plantando árvores no Neguebe, que é a floresta Yatir. É muito bom ver no meio do deserto surgir uma floresta tão grande”, diz Liran.
Janet Luttrell, uma representante da COICOM, reafirma a importância dos latinos nesse plantio em Israel. Ela acredita que existe outra profecia se cumprindo, a de Obadias 20, que diz “E os cativos deste exército, dos filhos de Israel, possuirão os cananeus, até Zarefate; e os cativos de Jerusalém, que estão em Sefarade, possuirão as cidades do sul”.
A segunda parte do versículo fala sobre aqueles de Jerusalém que estão espalhadas em Sefarade. No mapa atual, é a Espanha. Esses descendentes possuirão as cidades do sul, onde está o Neguebe. “A América Latina está cheia de pessoas descendentes dos hispânicos que foram corajosos para fugiu da Espanha durante a Inquisição. Muitos desses judeus tornaram-se cristãos e são chamados de sefaraditas”.
Stan Jeter, vice-presidente da COICOM, lembra o que está escrito na Bíblia referente à bênção sobre Israel: ”O Salmo 1 diz que o justo é como uma árvore plantada junto a ribeiros de águas que dá o seu fruto no seu tempo certo. É isso que queremos para Israel. Que seja uma terra fértil, uma terra abençoada e que possa abençoar as nações. ”
Traduzido e adaptado de CBN

Nenhum comentário:

Postar um comentário