segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Enoque Lima revela detalhes da ligação entre Manoel Ferreira e Reverendo Moon


 


   O pastor Enoque Lima da Assembleia de Deus de Goiás tem feito diversas denúncias contra a aproximação do bispo Manoel Ferreira e o Reverendo Moon, líder da Igreja da Unificação, apontando tal relação como um “perigo”.
   E não é só isso, Lima que no momento está apenas como pastor auxiliar na sede da AD Madureira em Goiás, também afirma que tal aproximação entre os líderes é uma “infernal união” que tem mudado a doutrina do ministério.
“Esta ocorrendo uma transformação de atitudes e valores cristãos em nossa base doutrinaria, e em nosso credo. Parece exagero, mas quando denunciei o bispo em 2008 alertei que os pastores do Reverendo Moon pregariam em nossas igrejas, me criticaram dizendo que era impossível tal ação, infelizmente eu estava certo”, disse ele em entrevista exclusiva ao Gospel Prime.
     Enoque respondeu questões referentes a essa relação suspeita entre a Assembleia de Deus Ministério Madureira e um falso profeta que diz ser o novo Messias, pois o sacrifício de Cristo na cruz não fora suficiente para salvar a humanidade. Para ele essa relação nada mais é do que política. “Os interesses financeiros e políticos são os principais motivos dessa união”, diz ele.
Leia a entrevista na íntegra:

Gospel Prime: O senhor é responsável por alguns vídeos que relatam a relação entre o bispo Manoel Ferreira e o Reverendo Moon. Quando o líder da Assembléia de Deus começou a se aproximar do fundador da Igreja da Unificação?

Pr. Enoque Lima: Em 1996 vários pastores do Brasil foram para o Uruguai participar de um evento patrocinado pelo reverendo Moon, esse evento determinou a aproximação. Veja no link o discurso do rev. Moon. (Este discurso foi proferido pelo Rev. Sun Myung Moon no Congresso para Líderes Cristãos em 27 de fevereiro de 1996 em Montevidéu-Uruguai) Em uma entrevista no site da Federação da Paz do reverendo Moon em 2008, o bispo afirma que conhecia o Reverendo Moon há muitos anos (resposta número cinco) e no vídeo que produzi em 2008 denunciando o encontro do bispo com o filho de Moon, Iremar Possamai declara que o bispo o conhecia há 12 anos, exatamente em 1996.
Em 2008 comecei a denunciar essa união, iniciando o “Caso Moon Ferreira”, uma série de denúncias sobre essa maligna e infernal união.

Qual seria a intenção da AD Madureira em dar espaço para que o Reverendo Moon mostre suas doutrinas?
Acredito que a AD Madureira como igreja ainda não reconhece o verdadeiro perigo da união do bispo com Moon. Os interesses financeiros e políticos são os principais motivos dessa união. (tem muito dinheiro nessa união). Moon é dono de um império bilionário e seu filho é extremamente inteligente, usando o disfarce da paz para concretizar essa parceria infernal.

Por ser um pastor da AD de Goiás, o senhor chegou a conversar com a cúpula da CONAMAD para entender os motivos dessa aproximação?
Sim. Entreguei um dossiê para meu pastor presidente e outras lideranças que infelizmente não fizeram nada. A desculpa de todos eles é que não existe parceria Moon Ferreira, apenas um leve deslize do bispo e que isso vai passar.
Segundo informações de meus contatos, o pastor Oídes presidente de minha convenção estadual, não tem interesse em resolver esse caso, por que deseja assumir a vice- presidência da CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus de Madureira), por isso não ataca o bispo e também não  mexe oficialmente comigo, pois sabe que tenho documentos que provam o envolvimento dos principais líderes da igreja.

Essa relação mudou a doutrina da AD Madureira? Cite exemplos.
O bispo Manoel Ferreira e o Reverendo Moon estão se tornando parceiros na atual experiência de salvação e na visão de mundo para a criação de uma sociedade global unificada. Esta ocorrendo uma transformação de atitudes e valores cristãos em nossa base doutrinaria, e em nosso credo. Parece exagero, mas quando denunciei o bispo em 2008 alertei que os pastores de Moon pregariam em nossas igrejas, me criticaram dizendo que era impossível tal ação, infelizmente eu estava certo.  O vídeo da profanação comprova minhas palavras
.
Hoje o maior problema da AD Madureira seria essa aproximação do Reverendo Moon? Como mudar essa situação?
Sim. O maior, mas não o único. O bispo é maçom, temos vários pastores maçons,  inclusive o pastor Oídes, deputado João Campos entre outros lideres da igreja em Goiás.
A corrupção moral e espiritual das lideranças, desvios de dinheiro das ofertas e dízimos, enriquecimento de líderes que há até pouco tempo não tinham nada e hoje possuem aviões e fazendas, adultério, entre outros pecados que enfrentamos, são problemas seriíssimos, mas que não são exclusividade da AD Madureira.
Devemos denunciar esses pecados como fizeram os profetas da Bíblia Sagrada e não temer as retaliações e ameaças desses líderes desviados.

Em 2010 chegaram a afirmar que o senhor foi preso, essa informação procede? Quais as acusações fizeram contra o senhor?
O bispo com a influência de deputado e amigo do governador usou um delegado “crente” e armaram um flagrante de pirataria, disseram que eu estava vendendo DVDs piratas com conteúdo ofensivo sobre o bispo.
Grampearam meu telefone e ouviram uma conversa que eu estaria distribuindo mil DVDs do “Caso Moon Ferreira” em um encontro de pastores na igreja de Goiânia (minha cidade).
Um “pastor” pediu que eu copiasse em DVD o vídeo caseiro (elaborado após pesquisas em sites públicos) sobre o “Caso Moon Ferreira” e fizesse mil copias gratuitas para o encontro de pastores. Na prática, forjaram  um flagrante de crime, com a intermediação desse “pastor”, que foi utilizado como isca para me pegar, pois através do grampo em meu telefone, ouviram  meu comentário sobre a possibilidade de copiar mil  DVDs  gratuitamente a pedido desse “pastor traíra”.
Na verdade eu iria distribuir cinquenta DVDs gratuitamente para alguns líderes da igreja no encontro de pastores, pois não tinha recurso financeiro para copiar tantos DVDs como disseram. Eu desejei distribuir gratuitamente mil DVDs como me fora pedido (apenas desejei), porem não obtive o recurso necessário.
Eles tentaram abafar esta suposta distribuição dos mil DVDs no encontro de pastores. Quando o policial me deu voz de prisão perguntou onde estavam os mil DVDs e logo em seguida o delegado chegou e fez a mesma pergunta. Tentaram impedir a distribuição dos DVDs e também me assustar, porém nada disso me abalou apenas me fortaleceu para continuar nesta guerra.
Pelos fatos noticiados não se pode falar em crime de pirataria, pois tanto o Reverendo Moon quanto o bispo Manoel Ferreira são homens públicos e o vídeo não tinha finalidade de venda comercial de DVDs. Além disso, não houve quebra de direitos autorais, pois as imagens foram capturadas de sites públicos, invalidando assim a acusação de “uso de imagem indevida”. O vídeo amador elaborado por mim e postado no YouTube teve o simples objetivo de mostrar imagens verdadeiras do próprio site oficial da seita da Unificação do reverendo Moon e as alianças que o Bispo Ferreira fez com o homem que se considera o novo messias.
O bispo me processou por difamação e calúnia, mas não representou contra mim e o processo foi arquivado. Porque ele não representou? Porque não continuou, já que era o ofendido? Meu advogado até hoje espera uma posição do bispo. Foram covardes não tiveram coragem de “brigar” judicialmente.

Também circulam boatos de que senhor teria sido ameaçado de morte. Procede?
Sim. Ameaças que não posso falar por enquanto.

Quem teria interesses em tirar a vida do senhor?
Meus inimigos.

O senhor ainda atua como pastor da AD Madureira?
Sim. Congrego regularmente na sede de minha igreja, estou em plena comunhão e devidamente documentado. Não estou pastoreando (dirigindo) uma igreja especificamente, sou pastor auxiliar na sede de minha igreja.

Qual o seu maior descontentamento com o ministério?
Deus me chamou para o ministério há vinte e dois anos, sempre lutei em favor do verdadeiro evangelho. Conheço os erros, perigos e inimigos neste tempo final.
Creio que vivemos os últimos dias na terra, Jesus esta voltando, Maranata! Não estou simplesmente descontente, mas preocupado com a atual situação da igreja, pois infelizmente seus muitos líderes são omissos e irresponsáveis com o verdadeiro evangelho e com o nome de Jesus. Eles estão mais preocupados com os dízimos e ofertas de nossos irmãos, esquecendo-se do amor, misericórdia e graça salvadora de nosso Senhor Jesus.
Não podemos nos conformar com o sistema da unificação e da paz global sem Cristo. Nem podemos usar as teologias do Reverendo  Moon (disfarçadas com termos e frases bíblicas) sem deturparmos a Palavra de Deus e voltarmos às costas para Jesus Cristo, nossa única fonte verdadeira de unidade e salvação.
Acredito que nosso Deus esta levantando no Brasil uma voz que verdadeiramente represente sua Igreja e que não tem envolvimento com a corrupção moral e espiritual da igreja brasileira.
Onde está o Pr. Silas Malafaia que não colocou em seu portal de notícias nem uma vírgula sobre o “Caso Moon Ferreira”? Ele não representa a igreja como autointitula?
Oremos para que nosso Deus levante essa voz e todos os servos de Deus tomem posição ao lado da verdade do evangelho de Jesus Cristo e não do rev. Moon e seu projeto de paz sem Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário