quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Grã-Bretanha corta subsídios de escolas que ensinam criacionismo


Grã-Bretanha corta subsídios de escolas que ensinam criacionismo
O Departamento de Educação da Grã-Bretanha refez o texto do acordo que mantém com escolas livres para que, aquelas que ensinam criacionismo nas aulas de ciência, deixem de receber financiamento oficial.
Como não são obrigadas a adotar o currículo nacional, muitas das escolas livres, aquelas que são administradas por seus fundadores (organizações e pessoas) têm a oportunidade de ensinar o criacionismo nas aulas de ciência. A maior parte delas está ligada a grupos religiosos.
No ano passado, mais de 30 cientistas britânicos de renome enviaram ao governo uma petição para acabar com o que, segundo eles, é uma “intromissão do proselitismo religioso” no ensino científico. Entre eles estavam o biólogo Richard Dawkins (foto).

(Fonte The Guardian/Missão em Cristo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário