sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Honduras vai usar o evangelismo para combater a corrupção policial




    Em um esforço para limpar força policial de seu país, desacreditada depois de numerosas denúncias de corrupção, o presidente de Honduras decidiu procurar ajuda. Ele apelou para um poder superior e consegui a ajuda de um bispo católico que irá evangelizar os policiais.
  O presidente Porfirio Lobo Sosa deu a Rómulo Emiliani, bispo auxiliar de San Pedro Sula, a tarefa de incutir valores cristãos em uma instituição que tem perdido o respeito da população devido aos escândalos.
Em novembro do ano passado, 176 policiais foram presos em uma operação que provou seu envolvimento com assassinatos, sequestros e tráfico de drogas.
   Pouco tempo depois, quatro policiais acusados ​​de assassinar dois estudantes foram inocentados e isso causou indignação nacional. No início de dezembro, membros das igrejas evangélicas hondurenhas protestaram em frente à sede da polícia nacional, decretando um dia de oração para mudar a atitude e ações dos policiais que não estavam cumprindo o seu dever.
    O jornal La Tribuna também disse que, juntamente com o esforço de evangelismo, o governo está trabalhando para que mudanças na legislação e outras medidas possam erradicar a corrupção da polícia de Honduras.
“Estou confiante que com a intervenção de Rómulo Emiliani, haverá uma mudança na instituição policial”, disse o presidente em dezembro. “Nós temos grande esperança neste trabalho”.
O bispo Emiliani, nascido no Panamá, mas que vive há muitos anos em Honduras, é conhecido por sua paixão por evangelismo. Os detalhes de como o bispo irá realizar a sua missão entre os policiais não foram anunciados.
Traduzido e adaptado de ENI

Nenhum comentário:

Postar um comentário