quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Mórmons são cristãos? Disputa presidencial nos Estados Unidos reacende a polêmica


 


A disputa presidencial republicana começa a avançar para o Sul dos Estados Unidos está prestes a barrar em um assunto bastante polêmico: os mórmons são cristãos? Isso porque o candidato Mitt Romney é um mórmon devoto e ex-bispo da Igreja Mórmon, esse fato pode fazer com que ele perca a liderança nas cidades mais cristãs.
Entre os  principais opositores de Mitt está o reverendo Philip R. Roberts, presidente de um seminário batista em Kansas, Missouri, que é autor do livro “Mormonism Unmasked” (Mormonismo desmascarado, em tradução livre). Para ele a religião do candidato à presidência dos Estados Unidos é uma heresia.
Mas apesar de ser contrário à religião de Mitt ele não se preocupa com o fato do candidato à presidência de seu país usar seu poder para disseminar o mormonismo e por isso ele nem planeja ir até o estado de Carolina do Sul para movimentar os evangélicos, quase 60% da população, contra ele.
“A preocupação entre os evangélicos é que a Igreja Mórmon tire proveito de sua posição ao redor do mundo e faça dele uma espécie de cartão de visitas para legitimar a sua igreja e converter as pessoas,” disse Roberts.
Apesar de se considerarem cristãos, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias possuí diversas diferenças teológicas com as demais denominações, principalmente nos temas relacionados a compreensão de Deus e de Jesus e também no que acontece após a morte.
Essas diferenças é o que faz com que os grupos evangélicos tradicionais olhem com preconceito para os mórmons. “Não é a mesma coisa que o presbitarianismo ou o metodismo. Mas ao mesmo tempo, houveram esforços por parte da igreja para enfatizar a sua semelhança com outras fés cristãs e esse é um equilíbrio difícil para essa igreja,” disse David Campbell, um mórmon e professor de ciência política da Universidade de Notre Dame.

Com informações IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário