segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Seita peruana de fanáticos que planta coca recruta fiéis no Brasil

Os pastores se vestem como personagens bíblicos
A Associação Evangélica da Missão Israelita do Novo Pacto Universal, uma seita de fanáticos cuja sede fica no Peru, está recrutando fiéis entre os ribeirinhos do Amazonas, Pará e Roraima. A informação é da PF (Polícia Federal), que, com o apoio do Comando Militar da Amazônia, monitora a atuação dos fanáticos em território brasileiro. O recrutamento ocorre há mais de dez anos.

Os fiéis são conhecidos como israelitas. Além de batata, tomate e banana, para consumo próprio, eles plantam coca para retirar dela a pasta-base e vendê-la a traficantes. Em Tabatinga, no Peru, cerca de mil famílias se dedicam a esse cultivo, de acordo com a PF.

Os israelitas estão concentrados nas cidades peruanas Isla Santa Rosa e Islândia, no trapézio amazônico entre as fronteiras do Brasil, Colômbia e Peru.

Eles seguem os Dez Mandamentos de Moisés, a "Lei Real”. Os pastores se vestem de túnicas, como os personagens bíblicos. As mulheres se cobrem como Nossa Senhora. Sacrificam animais durante a Páscoa.

Acreditam que o fim do mundo está próximo e que irão sobreviver em uma terra prometida que se encontra na floresta.

Para Ezequiel Ataucusi Gamanal, fundador da seita, o mundo já acabou. Ele morreu em 2.000. Mas continua a pregação de seus ensinamentos. Ele dizia que, no juízo final, Deus vai punir os pecadores com castigo pior do que a morte e o inferno.

Deixou escrito que “os homens pecadores pedirão para morrer e não morrerão, tentarão matar-se e não morrerão. Deus fará com que sofram e o homem se limitará a sofrer, pois não poderá morrer".

E há quem acredite.

Com informação do Tempo, entre outras fontes, e foto da PF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário