sábado, 25 de fevereiro de 2012

Testemunho de Kris Hofferber, que escapou de um aborto após ter sido concebida em um estupro incestuoso: 'Fui criada por Deus'

GOSPEL Foto/Imagem Testemunho de Kris Hofferber, que escapou de um aborto após ter sido concebida em um estupro incestuoso: 'Fui criada por Deus' Noticia Religião
O testemunho de uma mulher que nasceu de um estupro incestuoso foi contado no LifeSiteNews e tem causado enorme repercussão. Kristi Hofferber afirmou que foi criada num lar cristão, feliz, e apenas com o incômodo de saber que era adotada.
Após completar 30 anos de idade, perguntou a seus pais adotivos sua história, e ficou chocada ao saber que seu pai biológico estuprava sua filha adolescente e dessa relação incestuosa, ela nasceu. Ao todo, foram seis gravidezes, com cinco abortos, e apenas a gravidez de Kristi foi mantida até o fim, quando ela foi levada para adoção. “Fiquei muda! Precisei usar todas as minhas forças para não perder meu autocontrole. Antes, eu tinha uns dez questionamentos na cabeça; agora eu tinha centenas”, conta ela.
Após absorver sua história, Kristi passou a fazer pesquisas na internet para descobrir a localização de sua mãe biológica e encontrá-la. “Minha mãe biológica ficou muito surpresa que eu tivesse escolhido procurá-la mesmo depois de saber a verdade sobre meu pai biológico. Foi nesse ponto que revelei para ela minha fé e como eu me sentia sobre quem eu era. Ele pode ter o mesmo DNA que eu tenho, mas quem me criou foi Deus. Não importa as circunstâncias, é a vontade e propósito de Deus que eu fosse concebida. Não quero nada de meu pai biológico, nem nunca vou querer”, confessa Kristi.
Sobre as discussões em torno do aborto, Kristi afirma ser contrária à ideia de que o aborto pode ser praticado em casos de estupro: “Encolho-me de medo quando alguém diz que é pró-vida, menos nos casos de estupro e incesto. Então dou um passo à frente e digo: ‘Peraí. Fui concebida em incesto, e sou tão humana quanto você’”.
Kristi, que é casada com um pastor evangélico, afirma que mesmo em circunstâncias adversas, Deus tem propósitos: “A opção do aborto permitiu que meu pai biológico punisse meus inocentes irmãos e irmãs com a morte. Isso é errado de muitos modos. Deus tem um plano para toda criança individual, inclusive as crianças que, como eu, foram concebidas em incesto e estupro. Fazer um aborto como escolha legal machuca a todos os envolvidos. Conforme meu testemunho revela, Deus pode pegar algo ruim e transformá-lo numa oportunidade para fazer coisas miraculosas. Recebi o dom da vida numa circunstância difícil e acredito que toda criança concebida merece o mesmo, sem exceção”.
O ativista pró-vida Julio Severo comentou o testemunho de Kristi afirmando que “se você se vê como ‘pró-vida’ exceto em casos de estupro e incesto, você terá de olhar Kristi Hofferber nos olhos e dizer a ela que a mãe dela deveria tê-la abortado”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário