segunda-feira, 12 de março de 2012

Igreja britânica condena casamento gay

Cerca de 2.500 igrejas católicas divulgaram uma carta defendendo "o verdadeiro significado do matrimônio".
As autoridades católicas britânicas intensificaram neste domingo a sua campanha contra o casamento homossexual, fazendo que 2.500 igrejas divulgassem uma carta que defende "o verdadeiro significado do matrimônio".
"Mudar a definição legal do matrimônio seria uma mudança muito radical", consideram neste documento os arcebispos Vincent Nichols, líder da Igreja Católica da Inglaterra e do País de Gales, e Peter Smith, do distrito londrino de Southwark.
"É nosso dever (...) fazer todo o possível para que as futuras gerações não percam o verdadeiro significado do matrimônio", acrescentam.
Uma das maiores autoridades católicas do Reino Unido, o cardeal Keith O'Brien, chefe da igreja da Escócia, havia denunciado no domingo, 4 de março, o projeto do governo britânico de legalizar o casamento homossexual.
O primeiro-ministro David Cameron espera redefinir o casamento civil e abri-lo aos casais do mesmo sexo, durante seu mandato que termina em 2015. Ele manifestou publicamente sue apoio ao matrimônio homossexual durante a última conferência do Partido Conservador em Manchester no outono passado (hemisfério norte).
O governo vai lançar uma consulta no mês que vem ao público sobre a introdução do casamento homossexual.
O Papa Bento XVI voltou a condenar na sexta-feira a união de pessoas do mesmo sexo, no momento em que muitos países tendem a legalizá-lo, por considerar que atenta contra a família tradicional e torna "irrelevantes as diferenças sexuais".

Notícias Cristãs com informações da Band

Nenhum comentário:

Postar um comentário