domingo, 11 de março de 2012

Militares israelenses recebem lições bíblicas por telefone


 
Militares israelenses recebem lições bíblicas por telefone


Dezenas de oficiais das Forças de Defesa de Israel, entre eles pilotos da força aérea e tropas de elite estão frequentemente recebendo um “impulso espiritual” através de mensagens com porções da Torá.
O projeto começou sete anos atrás, quando um cadete bastante religioso da Força Aérea estava preocupado em não perder sua ligação com o judaísmo, algo que ele havia percebido na vida de alguns dos seus amigos no Exército.
A fim de manter viva sua devoção religiosa, o jovem fez contato com um parente seu que é rabino e toda noite, às 7 horas, o cadete recebia uma orientação e uma lição da Torá. Além disso, o rabino também respondia qualquer pergunta ou problema existencial que o soldado pudesse ter.
As notícias sobre as lições da Torá por telefone se espalharam e não apenas na Força Aérea. Os soldados e oficiais religiosos que ouviram falar do projeto conseguiram o número de telefone do misterioso rabino e também passaram a receber lições diárias.
O número de participantes cresceu rapidamente e, de acordo com dos participantes, a lista já inclui 130 pessoas, entre soldados e oficiais.
De acordo com um jornal israelense, entre os participantes estão: um comandante das Brigadas Golani, pilotos da força aérea, um coronel do exército e membros das tropas de elite. Nos últimos anos, as aulas se tornaram uma rotina para os soldados.
O projeto é conhecido como Mirs Yeshiva. Cada aula começa às 19 horas e vai até a meia-noite. São cerca de cinco minutos para cada ligação.
“Isso me dá energia para enfrentar o dia. Somos como uma tropa de elite espiritual”, disse Aviad, 24, um oficial das Brigadas Golani que aderiram ao projeto no ano passado.
Os soldados dizem que o rabino segue uma espécie de chamada, para lembrar de todos que precisam receber a lição diária pelo telefone.
As “aulas” acontecem até mesmo em situações de combate. Os soldados disseram que o rabino continuou ligando durante a “Operação Chumbo Fundido” (a mais recente ofensiva israelense na Faixa de Gaza) e a Segunda Guerra do Líbano.
Recentemente, alguns militares tiveram a chance de conhecer ao vivo o seu “telerabino”, pois vários deles foram convidados para o casamento da filha do rabino no Bnei Brak.
Traduzido e adaptado de Ynet News

Nenhum comentário:

Postar um comentário