terça-feira, 5 de junho de 2012

Estudo aponta que quase metade dos americanos rejeita o evolucionismo



Estudo aponta que quase metade dos americanos rejeita o evolucionismo
O instituto Gallup divulgou o resultado de uma pesquisa que aponta que quase metade dos americanos rejeita a teologia da evolução e acreditam que Deus realmente criou os humanos em sua forma atual e não que a raça humana evoluiu dos macacos.
O estudo mostra que 46% dos entrevistados acreditam no criacionismo, pela mesma pesquisa outros 32% dos que responderam ao Gallup dizem que acreditam na evolução humana direcionada por Deus.
A teoria de Charles Darwin sobre a evolução é aceita por apenas 15%, sendo que a maior parte das pessoas favoráveis a essa linha de pensamento são ligadas a comunidade científica.
“Seria difícil discordar que a maioria dos cientistas acreditam que a espécie evoluiu ao longo de milhões de anos, e que relativamente poucos cientistas acreditam que os humanos surgiram em sua forma atual há apenas 10.000 anos, sem a ajuda da evolução”, ponderou Frank Newport, responsável pelo levantamento.
Essa pesquisa recente mostra que nos últimos 30 anos houve o crescimento de 2% entre o número de criacionistas nos Estados Unidos, pois quando o Gallup começou a pesquisar sobre o tema, isso em 1982, o número era de 44% da população.
O instituto percebeu que a religião realmente influencia diretamente nas respostas, entre os que afirmaram a fé no criacionismo, 70% frequentam uma igreja toda a semana, e 25% vão pouco ou nunca vão.
A diferença das respostas também tem ligações políticas, sendo que os republicanos acreditam mais no criacionismo, 60%, e apenas 41% dos democratas.
Com informações Revista Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário