quarta-feira, 18 de julho de 2012

65% dos evangélicos admitem votar no candidato indicado pela igreja

Pesquisa feita pelo Datafolha com participantes da Marcha para Jesus realizada no sábado (14) em São Paulo apurou que 65% dos evangélicos vão votar nas eleições municipais deste ano sob a influência de suas denominações. 

Do total de consultados, 31% afirmaram que “com certeza” darão o voto a quem o pastor indicar. 

A marcha teve a participação de 335 mil pessoas, sendo 60% delas da cidade de São Paulo, 36% do interior paulista e 4% de outros Estados. 

Na maioria (34%), eram fiéis da Igreja Renascer, a organizadora do evento. A segunda maior participação foi dos seguidores da Assembleia de Deus, com 16%. Fiéis da Universal representaram apenas 1%. Do total, 76% comparecem aos cultos mais de uma vez por semana. 

Em São Paulo, é grande o esforço dos candidatos a prefeito José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT) pelos votos dos evangélicos. O tucano conta com o apoio de líderes da Assembleia de Deus. Correndo por fora está Celso Russomanno, que concorre pelo PRB, partido ligado à Igreja Universal. 

Lideranças evangélicas estão procurando tirar votos de Haddad chamando-o de "candidato do kit gay", numa alusão ao programa contra o preconceito aos homossexuais que ele tentou implantar nas escolas públicas quando esteve no Ministério da Educação. 

Com informação da Folha de S.Paulo.

Fonte: http://www.paulopes.com.br/2012/07/maioria-dos-evangelicos-vota-sob-influencia-da-igreja.html#ixzz211nguF3B

Nenhum comentário:

Postar um comentário