quarta-feira, 11 de julho de 2012

Aiatolá alerta iranianos para o “fim dos tempos” e para a vinda do “messias islâmico”


Aiatolá alerta iranianos para o “fim dos tempos” e para a vinda do “messias islâmico”

O atual líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, fez um anúncio alertando a população do país sobre a iminente chegada do “fim dos tempos”. Através dos órgãos estatais de mídia, o líder iraniano afirma que a população deve se preparar para a vinda do “imã Mahdi”, que seria o messias islâmico.
De acordo com a teologia muçulmana xiita, a chegada do messias será precedida de grandes guerras, durante as quais um terço da população mundial irá morrer em combate e outro terço por causa da fome e da violência. A tradição xiita defende ainda que Israel deve ser destruído para que então o imã apareça para matar todos os infiéis, levantando a bandeira do Islã em todos os cantos do mundo.
Vários centros de pesquisa foram implantados no Irã, sob orientação de Khamenei, para dar informações sobre a vinda do último profeta.
- Hoje nós temos o dever de se preparar para a vinda. Se… nós somos os soldados do 12 º imã [Mahdi], então devemos estar prontos para lutar – disse Khamenei em seu discurso.
- Com a orientação de Deus e de Sua ajuda invisível, nós faremos a civilização islâmica ser um orgulho no cenário mundial. Este… é o nosso destino… A juventude e os fiéis devem se preparar para este grande movimento – afirmou o líder religioso que, citando o Alcorão, disse ainda que “haverá um momento em que todos os poderes opressores do mundo serão destruídos e a humanidade será iluminada na era do Imã Mahdi”.
De acordo com o WND, o regime de Khamenei já distribuiu uma cartilha chamada “Os últimos seis meses” para suas forças militares, antecipando o confronto bélico com o Ocidente. Eles advertiram ainda, a Israel e aos EUA, que eles vão ter que adivinhar que tipo de ogiva os mísseis iranianos estarão carregando, quando forem alvejá-los. Após mais de uma década de negociações com o Irã, a ONU ainda não conseguiu parar o programa nuclear do regime de Khamenei.
O presidente do Irã, Ahmadinejad, afirma ter sido “dirigido por Alá para preparar o caminho para o aparecimento glorioso do Mahdi”. Os relatos históricos dizem que “Al Mahdi” viveu no século 13 e desapareceu sem morrer. De acordo com a tradição, ele voltará sobrenaturalmente pouco antes do Dia do Juízo. A tradição traz ainda uma série de profecias sobre o messias islâmico, listadas abaixo:
• Será um descendente de Maomé e filho de Fátima
• Retornará pouco antes do fim do mundo
• Sua aparição será precedida por uma série de eventos proféticos durante 3 anos de caos, tirania e opressão mundiais
• Fugirá de Medina até Meca, onde milhares de pessoas prometerão lealdade a ele
• Reinará sobre os árabes e o mundo por 7 anos
• Erradicará toda a tirania e opressão, trazendo harmonia e paz total
• Liderará uma oração em Meca, durante a qual Jesus estará ao seu lado e se unirá a ele
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário