quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Muçulmanas querem manter véu para fotos de documentos


Um projeto na Câmara dos Vereadores de Foz do Iguaçu encaminhou ao Detran e ao Instituto de Identificação do Paraná um pedido solicitando que as mulheres muçulmanas não sejam obrigadas a tirar o hijab para as fotos de documentos como carteira de identidade e habilitação de motorista.
A cidade paranaense abriga a segunda maior comunidade muçulmana do Brasil, são mais de 22 mil pessoas de origem árabe que moram em Foz, e quase todas são muçulmanas. “O hijab não é ornamento, não é fantasia, é uma parte da vestimenta obrigatória para a vestimenta da mulher muçulmana”, disse o líder religioso Mohsin Alhassani em entrevista para o Jornal Nacional da Rede Globo.
As mulheres muçulmanas da cidade reclamam da obrigação de tirar o lenço que cobre suas cabeças para poder tirar fotografias para esses documentos. O Instituto de Identificação do Paraná proíbe lenços, brincos e piercings e pede para que as fotos mostrem as orelhas, o contorno do pescoço e dos ombros. O mesmo pedido é feito pelo Detran.
A dona de casa Neiva Schaffer, que é muçulmana, contou para a reportagem da Globo que fica muito constrangida quando tem que mostrar o documento onde ela aparece sem o véu. “Aí você dá a identidade virada, simplesmente ele olha na foto e olha na tua cara. Você fica constrangida, sério, é um constrangimento horrível”.
A proposta é que esses órgãos entendam que para as mulheres que professam essa fé o lenço que cobre suas cabeças não é um acessório.
“Nada mais justo que o muçulmano possa expressar a sua religiosidade com a sua vestimenta”, afirma Faissal Ismail que é representante da comunidade muçulmana.
(Fonte Gospel Prime)

Nenhum comentário:

Postar um comentário