sábado, 20 de outubro de 2012

Billy Graham se envolve nas eleições dos EUA e dá sinais claros de demência ao deixar de considerar como seitas o mormonismo, as TJs e a Cientologia


O famoso pastor evangélico americano Billy Graham se pronunciou esta quinta-feira, de forma indireta, favorável a Mitt Romney, enquanto sua Igreja deixou de qualificar como "seita" o mormonismo, religião do candidato republicano.



Em página inteira do Wall Street Journal, Billy Graham, de 93 anos, pede para as pessoas votem em 6 de novembro a favor dos "valores bíblicos", "daqueles que protegem a santidade da vida e a definição bíblica do casamento, a união entre um homem e uma mulher" e daqueles que "apoiam Israel".

Tanto a oposição ao direito ao aborto, quanto ao casamento homossexual e o apoio a Israel fazem parte claramente do programa de Mitt Romney.

O candidato republicano se reuniu em 11 de outubro com o famoso pastor protestante.
Durante a entrevista, Billy Graham deu seu apoio ao candidato, comentaram seus assessores.
"Farei tudo o que puder para ajudá-lo e pode me citar", afirmou.

Alguns dias depois, a página na internet da Associação Evangélica Billy Graham deixou de denominar o mormonismo como "seita", assim como os Testemunhas de Jeová e a Cientologia.

Pastor também se encontrou para conversa com Obama


Billy Graham é um dos pastores mais conhecidos do mundo e uma das personalidades mais carismáticas do protestantismo. Ele foi convidado à Casa Branca por cada presidente desde Harry Truman (presidente de 1945 a 1953).





NOTA DO EDITOR


Graham apoiar Rommey é um direito dele. Rommey ser mórmom é seu direito também. Agora, Graham deixar de considerar seita um culto que coloca as profecias e visões de um bárbaro acima das Escrituras, não crê na geração sobrenatural de Cristo, acredita no batismo pelos mortos, aceita múltiplas divindades e ainda relativiza as Escrituras nos aspectos mais fundamentais da cristologia, da escatologia e da soterologia... Isto sem contar as práticas da poligamia e o sectarismo extremo ainda presentes entre muitos grupos! Ai já é sinal de esclerose adiantada de Billy Graham!

Rommey, de fato, ao contrário de Obama apresenta uma agenda pró vida e pró família. Era esperado que Graham o apoiasse, mas precisava voltar atrás contra um entendimento secular que tem os mórmons como apostatas, considerando-os cristãos? 

Os irmãos próximos a este grande servo de Deus deveriam exercer firme presença neste momento, admoestando-o e orando por seu discernimento (além de aumentar a dose da sua medicação!).

Política partidária é o anti-cristo desta geração.

Veja a reportagem do New York Times (AQUI)




Fonte: http://www.genizahvirtual.com/2012/10/billy-graham-se-envolve-nas-eleicoes.html#ixzz29qp1j2Mz

Nenhum comentário:

Postar um comentário