sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Organizadores da promoção “Na Limousine com Thalles Roberto” afirmam que o cantor sabia da ação e criticam repercussão

Organizadores da promoção “Na Limousine com Thalles Roberto” afirmam que o cantor sabia da ação e criticam repercussão
A repercussão da polêmica envolvendo o cantor e pastor Thalles Roberto e apromoção com uma limusine, iniciativa de um site e uma rádio gospel, levou ao cancelamento da ação e a divulgação de uma nota por parte dos organizadores.
O cantor divulgou nota afirmando que a organização da promoção não era de sua iniciativa e que só havia ficado sabendo da realização de um sorteio para um passeio numa limusine através da repercussão negativa nas redes sociais.
Durante a repercussão, surgiu a informação de que o cantor já havia participado de uma iniciativa semelhante, que sorteou um passeio de helicóptero por pontos turísticos da cidade do Recife, ao lado do rapper Pregador Luo.
Segundo a nota divulgada pelo portal Agita Vale Gospel, organizador do evento, “a promoção era sim de extrema veracidade e de conhecimento da assessoria do cantor. A promoção, jamais teve a intenção de macular a imagem de quaisquer pessoas envolvidas, sejam elas das partes organizacionais do evento, assessoria do cantor ou do próprio cantor”.
A nota oficial do portal Agita Vale Gospel questiona os princípios de fé e conduta dos sites de notícias cristãos que repercutiram as reações do público nas redes sociais, e credita o cancelamento a isso: “Porém, devido a imensa divulgação negativa por parte de alguns veículos que se dizem ‘cristãos’, que postaram matérias maliciosas e com isso impulsionaram uma repercussão muita negativa em relação à promoção, o Thalles decidiu não participar”.
As versões das partes sobre o assunto são contraditórias, mas ainda assim, a nota oficial dos organizadores afirma que “O tempo muda, mas ainda existem ‘cristãos’ com mente pequena”, e cogita que nos dias de hoje, Jesus poderia escolher outro tipo de transporte: “Se Jesus viesse à terra nos dias de hoje, será que ele ainda usaria um jumentinho? A ideia era proporcionar algo diferente e inovador, mas infelizmente, grande parte do nosso público cristão ainda possui pensamentos pequenos e às vezes mesquinhos”.
A nota encerra dizendo que “o Thalles sendo uma pessoa pública deva pensar primeiro em seu público. Só lamentamos pela falta de visão e entendimento de várias pessoas e até de alguns veículos de comunicação”.
Confira abaixo a íntegra da nota oficial divulgada pelo portal Agita Vale Gospel:
Em relação à nota divulgada pelo cantor Thalles Roberto sobre a Promoção:
O Portal Agita Vale Gospel informa que a promoção era sim de extrema veracidade e de conhecimento da assessoria do cantor.
A promoção, jamais teve a intenção de macular a imagem de quaisquer pessoas envolvidas, sejam elas das partes organizacionais do evento, assessoria do cantor ou do próprio cantor.
Toda a produção da promoção seria custeada através do nosso Portal. Não foi proporcionado nenhum custo ou cachê para a participação, tanto para os ganhadores quanto ao próprio cantor ou assessoria.
Porém, devido a imensa divulgação negativa por parte de alguns veículos que se dizem “cristãos”, que postaram matérias maliciosas e com isso impulsionaram uma repercussão muita negativa em relação à promoção, o Thalles decidiu não participar.
O cancelamento foi exatamente pelo fato de ter causado um boom por toda a rede de uma forma muito negativa.
Muitos comentários foram lançados, sem antes mesmo do resultado final da Promoção.
Salientamos que em nossas redes sociais, até o momento não havia sequer  comentários negativos e que as matérias postadas não expressam a opinião do nosso público. Sites postaram matérias através de uma visão isolada, como se fosse a opinião da unanimidade.
Agora, mediante a alguns comentários esdrúxulos, ressaltamos aqui:
Se o show fosse na época de Jesus, não seria alugado uma Limousine, seria sim alugado uma charrete ou um barco e aí seria: “Na charrete com o Thalles” que seria algo de mais moderno da época.
Impressionante!  O tempo muda, mas ainda existem “cristãos” com mente pequena.
Se Jesus viesse à terra nos dias de hoje, será que ele ainda usaria um jumentinho?
A ideia era proporcionar algo diferente e inovador, mas infelizmente, grande parte do nosso público cristão ainda possui pensamentos pequenos e às vezes mesquinhos.
Nosso lema sempre foi este: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (1Co 10.31).
Nosso objetivo sempre foi proporcionar aos Levitas do Senhor ou entrevistados em geral, o melhor tratamento possível e entendemos que essa seria uma das grandes formas de honrar um servo de senhor.
Entendemos que, o Thalles sendo uma pessoa pública deva pensar primeiro em seu público. Só lamentamos pela falta de visão e entendimento de várias pessoas e até de alguns veículos de comunicação.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário