segunda-feira, 8 de abril de 2013

Renê Terra Nova presta apoio a Marco Feliciano


Renê Terra Nova presta apoio a Marco FelicianoRenê Terra Nova presta apoio a Marco Feliciano
Na última semana o apóstolo Renê Terra Nova usou as redes sociais para criar uma campanha em apoio ao deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) que enfrenta muitas protestos desde que assumiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.
A mobilização ganhou a hashtag #M12dizSimParaMarcoFeliciano onde os fiéis do Ministério Internacional da Restauração escrevem mensagens pedindo a permanência de Feliciano no cargo.
“Desde os dias de Nero e os dias de Tito que cristãos eram comidos por felinos, dessa vez estamos preparados para os déspotas! Deixo claro que estão indo contra o Pastor e não o Parlamentar, é muita perseguição aberta! Não mudaremos nossa teologia, não negociaremos nossa convicção, nem corromperemos nosso pensamento, para silenciarmos nessa ditadura gay”, disse Terra Nova.
O líder evangélico também convocou os líderes do M12 (ministérios parceiros do MIR) para também se posicionarem em favor de Feliciano. “Quem quiser um líder perfeito para governar, seja o primeiro. Até o momento, nem Yeshua conseguiu unanimidade! Oramos anos pelo Governo do Justo, mas quando o esboço começa, ignoramos nosso papel!”.
Para o apóstolo, os protestos contra Feliciano deixaram de ser legítimos desde que se tornaram uma perseguição não apenas contra o deputado, mas contra a família e os valores cristãos. Terra Nova também acredita que diante desse comportamento a Igreja precisa se pronunciar e usar a ‘voz profética’ para não se omitir em situações como esta.
Ao saber da mobilização organizada por Renê Terra Nova, Marco Feliciano usou o Twitter para agradecer dizendo: “Querido amigo e irmão @ReneTerraNova estou emocionado pela sua coragem! É muito bom saber q não estou sozinho! Que outros sigam seu exemplo!”
Leia o pronunciamento de Renê Terra Nova:
Desde que o Partido Social Cristão indicou o Deputado Federal Marco Feliciano para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, CDHM, protestos de todos os níveis se levantaram contra o parlamentar, que é Pastor pela Assembleia de Deus.
Há muito, porém, os protestos deixaram de ser atos legítimos para expor a discordância e se tornaram perseguição não apenas contra o Pastor, mas contra a família, os valores cristãos, a ética e a moral. Nesse ponto, entra a figura da Igreja, como Corpo de Cristo, que precisa, cada vez mais, levantar sua voz profética e não se omitir diante de tais situações.
Nesta semana, o Apóstolo Renê Terra Nova usou as redes sociais para declarar seu posicionamento. Mobilizando a campanha #M12dizSimParaMarcoFeliciano, o Apóstolo Renê disse: “Desde os dias de Nero e os dias de Tito que cristãos eram comidos por felinos, dessa vez estamos preparados para os déspotas! Deixo claro que estão indo contra o Pastor e não o Parlamentar, é muita perseguição aberta! Não mudaremos nossa teologia, não negociaremos nossa convicção, nem corromperemos nosso pensamento, para silenciarmos nessa ditadura gay.”
Convocando os líderes M12 para um posicionamento também, o Apóstolo Renê alertou: “Quem quiser um líder perfeito para governar, seja o primeiro. Até o momento, nem Yeshua conseguiu unanimidade! Oramos anos pelo Governo do Justo, mas quando o esboço começa, ignoramos nosso papel!”.
É tempo de posicionamento, Igreja! Se você é líder na Visão Celular no Modelo dos 12, manifeste-se também, e declare: #M12dizSimParaMarcoFeliciano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário