segunda-feira, 13 de maio de 2013

Pastor Marcos Pereira mandou matar três homens que filmaram suas orgias, afirma polícia


Pastor Marcos Pereira mandou matar três homens que filmaram suas orgias, afirma polícia
Pastor Marcos Pereira com uniforme de preso, em Bangu 2
As investigações da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) apontam que o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), pastor Marcos Pereira da Silva, teria ordenado a execução de três homens que filmaram orgias com a participação dele.
As denúncias foram feitas por testemunhas, em depoimentos, mas a polícia ainda levanta a identificação das vítimas. O líder religioso é investigado também por associação ao tráfico de drogas, maus tratos, lavagem de dinheiro, além de ser suspeito de ter cometido outros estupros.
As testemunhas afirmam ainda que o pastor fazia orgias em motéis com garotas e garotos de programa e travestis. Em depoimento, uma testemunha contou que ele gostava de ver mulheres fazendo sexo grupal.
Nesta sexta-feira (10), o Ministério Público denunciou também quatro homens suspeitos de ameaçar uma das vítimas que acusam o pastor Marcos Pereira de estupro, segundo o RJTV. Ubirajara Moraes Pereira, Cezar Luiz Moraes Pereira, Lúcio Oliveira Câmara Filho e Daniel Candeias da Silva teriam ameaçado a vítima em março de 2012, logo após uma das denúncias contra o pastor ter sido apresentada.
O MP pede também proteção às testemunhas em decorrência da suspeita de possíveis ligações de Marcos Pereira com o tráfico de drogas. Além disso, a Justiça do Rio negou, na noite de quinta-feira (9), dois pedidos de liminar para libertar o pastor.
Marcelo Patrício, advogado do pastor, alega que o religioso é inocente e afirma que está tentando reverter na Justiça a liminar que negou os pedidos de habeas corpus ao suspeito. O advogado também defende a inocência dos quatro homens denunciados nesta sexta-feira.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário