quinta-feira, 16 de maio de 2013

Silas Malafaia comenta a prisão do pastor Marcos Pereira: ‘nossa fé não está baseada em homens’


silas malafaiaO pastor Silas Malafaia é um dos líderes evangélicos que se manifestou publicamente sobre a prisão de Marcos Pereira. Com uma posição neutra, ele defendeu que se for comprovado que o pastor Marcos cometeu os crimes, o mesmo deve ser punido.


Malafaia falou ainda sobre defender o pastor Marcos Pereira. “Repito, quem estiver errado que pague, não julgo ninguém pela imprensa. Não defendo pessoas simplesmente porque conheço ou são cristãos. Como posso acusar ou defender alguém se não tenho domínio dos fatos? Não sou criança nem irresponsável. Sou vítima de calúnias, não vou cair nessa”, disse.Silas Malafaia fez diversas declarações em seu perfil na rede social Twitter, ressaltando que a discriminação contra líderes religiosos por causa de um fato não pode ser generalizado. “Quer dizer que se um pastor errar todos são errados? Claro que não”, afirmou.
 “Um gay em Santa Catarina abusava de crianças há anos, a imprensa mal falou do caso, vamos ver quantos dias vão falar do caso do pastor. Pode algum pastor falhar, errar a igreja de Jesus é invencível, vai continuar crescendo. Nossa fé não esta baseada em homens, e sim, em Deus”, acrescentou.
“Quem estiver errado diante da lei que pague, seja pastor, padre ou você que é massa de manobra da opinião publicada, e nos chama de ignorantes. Não julgo nem defendo ninguém pelo que a imprensa diz, conheço o jogo perverso de interesses escusos que estão por trás”, complementou.
Silas Malafaia compartilhou um artigo sobre o caso. “Com que intenção a prisão do pastor foi feita em plena Via Dutra, e com repórteres já presentes? Mesmo não tendo domínio de todos os fatos, o Verdade Gospel e o Pr. Silas Malafaia, mediante aos fatos mencionados aqui, acham estranhíssimo a prisão do Pr. Marcos Pereira”, questionando a cobertura da imprensa.
“Esperamos que a justiça seja feita. Se o Pr. Marcos esta sendo injustiçado, que Deus possa prover livramento, mas se ele tem culpa, isto vale para qualquer cidadão, independente de seus bons feitos, que pague segundo a lei”, está escrito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário