quinta-feira, 13 de junho de 2013

Esposa do pastor Marcos Pereira é indiciada por denunciação caluniosa e pode pegar até 8 anos de prisão

Esposa do pastor Marcos Pereira é indiciada por denunciação caluniosa e pode pegar até 8 anos de prisão
A esposa do pastor Marcos Pereira, Ana Madureira Silva, foi indiciada por denunciação caluniosa e, se condenada, por pegar de 2 a 8 anos de prisão.
O indiciamento ocorreu nesta quarta-feira, 12 de junho, pois Ana Madureira havia prestado depoimento anteriormente dizendo ter sido vítima de estupro de Marcos Pereira, e depois, desmentiu as acusações, segundo informações do G1.
De acordo com o delegado Marcio Mendonça, titular da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), Ana Madureira Silva depôs no dia 09 de julho de 2012 e acusou o próprio marido de abuso sexual.
Porém, dez dias depois, Ana Madureira fez uma declaração em cartório dizendo que estava nervosa e que não tinha condições de prestar depoimento à Polícia, e enfatizou que permanecia casada com o pastor. Mendonça diz tê-la convocado novamente para prestar um segundo depoimento, porém a esposa de Marcos Pereira não compareceu.
Para Mendonça, isso configura denunciação caluniosa, crime previsto no artigo 339 do Código Penal Brasileiro: “Por isso, chegamos à conclusão de que ela cometeu o crime de denunciação caluniosa. Ela denunciou uma pessoa e depois disse que a denúncia não era verdadeira”, explicou o delegado.
Após a prisão do pastor Marcos Pereira, Ana gravou um vídeo e publicou no canal da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) negando ter dado depoimento dizendo que havia sido estuprada.
O pastor Marcos Pereira está preso há mais de um mês, sob acusação de ter estuprado fiéis da ADUD, igreja fundada por ele. Nesse período, Pereira teve quatro pedidos de liberdade provisória negados pela Justiça.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário