sexta-feira, 5 de julho de 2013

Bispo Edir Macedo diz que é possível comprar sem dinheiro pois “Deus dá poder àqueles que colocam tudo no altar”

Bispo Edir Macedo diz que é possível comprar sem dinheiro pois “Deus dá poder àqueles que colocam tudo no altar”
A partir de um texto bíblico do Velho Testamento, o bispo Edir Macedo afirmou durante um sermão da Fogueira Santa de Israel que os fiéis que sacrificam o dinheiro entregando-o no altar são abençoados.
O versículo base de seu sermão foi Isaías 55:1: “Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite”.
Segundo o site da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), o bispo Edir Macedo ressaltou que não ter dinheiro mas mesmo assim comprar é sinônimo de fé.
“Quando a pessoa não tem dinheiro e tem poder para comprar é porque ela sacrificou tudo, colocou o tudo dela no altar. O altar representa Deus. Quem não leva isso a sério fica de lado. Mas aqueles que são sinceros, honestos, que têm pureza de coração, esses que colocam tudo no altar, ficam sem dinheiro para comprar outras coisas, mas recebem de Deus poder para comprar o que quiserem. Aí está o segredo desse versículo. Deus só pede aquilo que está disponível em nossas mãos. Ele não faz questão do montante, o que faz a diferença não é a quantia em dinheiro, mas a fé que a pessoa tem em entregar o que possui no altar e ficar na expectativa do agir de Deus”, pregou Macedo.
De acordo com o bispo, não pode haver meio termo nesse suposto exercício de fé: “Se eu vou andar por esse caminho ou não é outra história. Se você fizer algo mais ou menos ou bom, que é inimigo do melhor, você não pode esperar aquilo que quer. Tem que fazer o melhor. Assim, imediata é a resposta, dependendo da sua crença, da sua fé. A resposta que queremos de Deus depende da disposição da nossa fé, da nossa entrega, da nossa consideração ao altar”.
Macedo ainda afirmou que o “que está escrito na Bíblia é bonito, mas eu quero ver na minha vida”, e para isso, é necessário sacrifício: “O Deus de Abraão, de Isaque, de Israel não vive da glória do passado. O que glorifica a Deus são os fatos, não histórias [...] Para que eu possa ver as promessas de Deus na minha vida se materializando, tenho que dar um voto de confiança a esse Deus e me lançar de corpo, alma e espírito. Sem fazer uso da emoção, mas usando a cabeça. Pois Deus não vive de dinheiro ou de sangue, Ele apenas quer a manifestação da sua fé. E quando você age, então ali é medida a sua fé, a sua confiança, a sua dependência dEle”.
A teologia da prosperidade, empregada pela IURD e diversas outras igrejas, é repudiada por muitos teólogos e também por igrejas de liturgia mais tradicional. Argumentam os contrários à essa abordagem do Evangelho, que a ênfase na conquista material distorce o propósito do cristianismo.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário