quarta-feira, 17 de julho de 2013

Igreja Universal tenta tirar Igreja Mundial do ar comprando emissoras de rádio de TV, afirma jornalista

Igreja Universal tenta tirar Igreja Mundial do ar comprando emissoras de rádio de TV, afirma jornalista
A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) está trabalhando para reduzir, ou até mesmo interromper, o crescimento da Igreja Mundial do Poder de Deus através da compra de espaços em emissoras de rádio e TV, afirmou o jornalista Ricardo Feltrin, em sua coluna no UOL.
Segundo Feltrin, estaria acontecendo uma “guerra religiosa” entre as denominações em busca de fiéis e, principalmente, em busca de dízimos e doações. O jornalista afirma que os ataques feitos pela igreja liderada por Edir Macedo começaram com a compra pela Universal de 12 horas na grade da rede CNT, menos de 24 horas depois de a Igreja Mundial ter falhado em sua tentativa de comprar a emissora. Valdemiro Santiago, líder da Mundial, tinha a vantagem na opção de comprar a CNT, mas teria falhado em levantar recursos para a compra abrindo assim espaço para a compra feita pela Universal.
Como parte dessa “guerra” para enfraquecer a Igreja Mundial, o jornalista cita a matéria produzida no ano passado pela Rede Record, emissora de Edir Macedo, com uma série de denúncias contra Valdemiro Santiago, líder da Mundial.
A Igreja Universal estaria também em busca de comprar espaços na Band, no canal 21 e em diversas emissoras de rádio por todo o país, que atualmente são preenchidos por programas da Igreja Mundial, mas que podem ficar à disposição a qualquer momento pela falta de pagamentos de Valdemiro. O jornalista afirma que a Igreja Mundial está constantemente atrasando pagamentos, o que faria as emissoras rescindirem seus contratos e optarem por contratos com a Universal.
- Onde tiver salário atrasado em rádio e onde tiver templo com o aluguel atrasado, a Record vai fazer uma oferta para tentar tomar do Valdemiro; seja rádio, ou seja templo, e instalar lá uma Igreja Universal – afirmou.
Ricardo Feltrin afirma que tal crise é devido a uma vontade de Valdemiro de “abraçar o mundo”, tentando expandir a igreja liderada por ele com pressa e sem planejamento, motivado pelo objetivo de ultrapassar a Universal em número de templos.
O jornalista afirma que essa suposta “guerra religiosa” é motivada por uma ira que Edir Macedo tem contra Valdemiro Santiago, a quem consideraria um traidor, e também pelo fato de a Mundial ter crescido muito, incomodando a Igreja Universal.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário