domingo, 22 de setembro de 2013

"Pastora Lésbica" Lanna Holder comenta prisão de ativistas gays que se beijaram durante culto: “Somos o alvo dos hipócritas de plantão”

Pastora Lésbica Lanna Holder comenta prisão de ativistas gays que se beijaram durante culto: “Somos o alvo dos hipócritas de plantão”
A pastora lésbica Lanna Holder, líder da “igreja inclusiva” Comunidade Cidade de Refúgio, emitiu uma nota através da sua assessoria de imprensa comentando a prisão de um casal de ativistas gays que se beijavam durante um culto ministrado pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP). Usando trechos a oração do “Pai Nosso”, Holder levantou um questionamento do que fazer quando são “atingidos pelo mal e sentimos que somos o alvo dos hipócritas de plantão”.
Afirmando que a única coisa a se fazer nesse caso é orar, a pastora diz que os gays são excluídos das “reuniões sagradas” de líderes evangélicos, mas afirma que esses líderes não pedem para os excluir da paternidade divina. Ela afirma ainda que somente o nome de Deus “ensina a verdadeira santidade”, ressaltando que o diabo é religioso.
- Por isso leis são mudadas e beneficiados são os que buscam a integridade. Que a coragem de viver sem máscara alcance a todos, porque essa é a tua vontade, que todos sejam adoradores sem máscaras, afinal o Senhor ainda salva hipócritas! – ressalta a líder da Cidade de Refúgio, em seu pedido para que a vontade de Deus venha à terra.
Em sua oração, Lanna Holder pede ainda pelo “pão nosso de cada dia, a graça de cada dia, a igualdade de cada dia, o respeito de cada dia, e a verdade de cada dia”, ressaltando que o pão é um direito das minorias.
Ela também pede perdão pelos que são conduzidos pela “justiça própria a fazer justiça”, e completa: “Quando ofendemos com atitudes os que não nos aceitam e não respeitamos o seus espaços e opiniões. Quando querendo respeito não me dou o respeito. Quando acredito que eles precisam me aceitar, quando na realidade a Tua aceitação já me basta”.
A pastora segue sua nota, em forma de oração, pedindo para ser ensinada a amar os inimigos e para que seu amor não seja apenas uma explosão pentecostal de um hino ou sermão de sucesso” e afirmando que decidiu perdoar aqueles que os expõem publicamente.
- Tua é a glória e somente tua, mesmo quando somos movidos pelo narcisismo de a qualquer custo promover nossa imagem, a glória continua sendo tua – finaliza.
Leia a nota na íntegra:
Quando somos atingidos pelo mal e sentimos que somos o alvo dos hipócritas de plantão, a pergunta é: “O que devemos fazer?”

Permita-me responder: “NADA! É exatamente nesse momento que tudo o que devemos fazer é orar, e sem orações longas e cheias de argumentos, simplesmente orar, a oração que o Senhor Jesus nos ensinou.
“Pai nosso”, afinal ainda que nos excluam de suas reuniões sagradas não podem nos excluir da paternidade divina que nos é concedida pelo Senhor.
“Que estás no céu”, e do céu conheces a intimidade de todos os homens e não nos julgas apenas pelas nossas obras publicas, mas principalmente pelas encobertas e oculta aos olhos dos homens, mas patentes e reveladas diante dos teus olhos.
“Santificado seja o teu nome”, nome este que nos ensina a verdadeira santidade, afinal Tu és santo e o diabo religioso. Santidade esta que em nossas vidas é refletida através da tolerância, onde aprendemos a dar a outra face, a caminhar mais uma milha e se for necessário se dispor da própria túnica. Santidade está que em nós se faz em transformação de caráter, o que é a espinha dorsal da alma de todo homem integro.
“Venha a nós o teu Reino”, reino este que se manifesta em amor e graça, que até aos cachorrinhos que se sentem somente dignos das migalhas que caem da mesa fazes em honrados com o banquete da tua salvação!
“Seja feita a tua vontade aqui na terra como no céu!” , é do alto que vem o nosso socorro e em Ti temos posto os nossos olhos todos os dias, ainda que a vontade dos homens seja má e perversa continuamente, temos vivido a tua boa, perfeita e agradável vontade. Por isso leis são mudadas e beneficiados são os que buscam a integridade. Que a coragem de viver sem máscara alcance a todos, porque essa é a tua vontade, que todos sejam adoradores sem máscaras, afinal o Senhor ainda salva hipócritas!
“O pão nosso de cada dia dai-nos hoje”, o direito ao pão e não às migalhas. O direito à mesa e não à escoria, o direito de igualdade, o pão que é de direitos humanos e minorias, acerca da qual o Senhor representa com excelência única. O pão nosso de cada dia, a graça de cada dia, a igualdade de cada dia, o respeito de cada dia, a verdade de cada dia dai-nos hoje.
“Perdoai as nossas ofensas”, perdoai quando somos conduzidos pela nossa justiça própria a fazer justiça. Quando ofendemos com atitudes os que não nos aceitam e não respeitamos o seus espaços e opiniões. Quando querendo respeito não me dou o respeito. Quando acredito que eles precisam me aceitar, quando na realidade a Tua aceitação já me basta. PERDOA-NOS SENHOR!
“Assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”, me ensina a amar, Senhor, os que se fazem meus inimigos e que meu amor não seja apenas uma explosão pentecostal de um hino ou sermão de sucesso, mas que seja verdade. Me ensina Senhor a orar pelos que me perseguem, porque assim serei realmente filho Teu. Nós decidimos perdoar os que nos expõem publicamente, os que nos chamam de cachorrinhos em alto e bom som, perdoamos também aqueles que os aplaudem, perdoamos e decidimos amar, assim como amamos os assassinos, os pedófilos, as prostitutas, os drogados, afinal o Senhor também os ama, embora não concorde com seus atos. Eu sinceramente os perdoo Senhor!
“E não nos deixe cair em tentação”, não nos deixe cair na tentação de lançar a primeira pedra. Não nos deixe cair na tentação de fechar a porta do Reino de Deus para os outros, pois muitos do que o fazem nem entram e nem deixam os outros entrarem. Não nos deixe cair na tentação de explorar os humildes e disfarçar com longas orações. Não nos deixe cair na tentação de pregar uma palavra e viver outra. Não nos deixe cair na tentação de coar mosquitos e engolir camelos. Não nos deixe cair na tentação de sermos como sepulcro caiados, bonitos por fora, mas cheios de ossos podres por dentro. Não nos deixe cair na tentação de buscar justiça própria, porque é o Senhor quem nos justifica.
“Mas livra-nos do mal”, livra-nos Senhor dos que buscam uma oportunidade para destruir a nossa alma. Livra-nos dos que temem aos homens e não ao Senhor. Livra-nos dos que tudo que fazem é para ser visto pelos outros. Livra-nos dos que gostam de ser cumprimentados com respeito nas praças e de ser chamados de “mestre”. Livra-nos de nos converter a essas “religiões” que fazem dos homens duas vezes mais merecedores do inferno. Livra-nos de todo o mal!

“Pois teu é o Reino, o poder e a glória, para sempre. Amém!”, Teu é o Reino e lá só entra quem tu queres, por isso naquele dia muitos dirão que em Teu nome pregaram, profetizaram, curaram, fizeram prodígios e maravilhas, mas lamentavelmente não entraram. Tenha misericórdia deles Senhor. Teu é o poder, o poder de levantar o abatido e de abater o exaltado. Tua é a glória e somente tua, mesmo quando somos movidos pelo narcisismo de a qualquer custo promover nossa imagem, a glória continua sendo tua. Para sempre, e para todo o sempre e sempre e que os céus e a terra digam AMÉM!
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário