sábado, 27 de julho de 2013

PASTOR ASAPH BORBA PARTICIPA DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE E AFIRMA QUE JESUS “FOI ENTRONIZADO” NO JMJ

asaphO cantor Asaph Borba publicou em sua página no Facebook um texto em que compartilhou sua experiência de ministração durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento organizado pela Igreja Católica no Rio de Janeiro, com a presença do papa Francisco.
Evangélico, conhecido como um dos pioneiros do estilo “louvor e adoração” na música gospel nacional, Asaph vinha enfrentando críticas por sua participação no evento católico.
Num texto publicado antes de sua participação, Borba lamenta o sentimento de divisão que muitos evangélicos alimentam em relação aos fiéis católicos: “Mesmo sendo organizado pelo segmento carismático, é latente o quanto a Igreja evangélica brasileira é preconceituosa quanto à ramificação romana. Parece que, se Jesus resolvesse vir para o Rio nesta semana, em que o Papa também está por aqui, o último lugar aonde ele poderia pregar ou cantar seria em um dos eventos católicos. Apostasia, ecumenismo, se vendendo para Roma, desviado e outras, foram críticas à minha pessoa, fruto de leituras feitas por alguns dos meus seguidores, que parecem preferir que as pessoas católicas estejam isoladas do que, recebendo a palavra e ministração de um dos seus comuns, no caso eu”.
A apresentação de Asaph Borba na JMJ aconteceu na última quarta-feira, 24 de julho. Logo após o final do evento, o cantor voltou ao Facebook para compartilhar sua experiência.
Queridos, hoje pude ver o que Deus pode fazer quando quebramos as barreiras que nos separam não apenas dos católicos, mas das vidas. Só podemos ser influência e bênção para alguém se estivermos próximos. Parece que vivemos uma GIRAD [jihad] evangélica. A transformação do Brasil sem dúvida passa pelos católicos. Hoje Cristo foi entronizado na JMJ – Rio – Sem sombra de dúvida estava no lugar certo fazendo a coisa certa – Exaltando Jesus nosso amado!”, escreveu.

REPERCUSSÃO E REAÇÕES

No Twitter, o cantor compartilhou sentimentos e pensamentos a respeito do evento: “JMJ – Lugar de simplicidade e de um sublime mover de Deus, só quem estava pode dizer – Obrigado irmãos o mover do Espírito foi sobrenatural”, afirmou.
Respondendo as críticas de seus seguidores por suas palavras a respeito do evento católico, Asaph expôs um comportamento inadequado de alguns evangélicos: “Por favor, irmãos e cristãos, recebo as críticas, mas não escrevam palavrões para não escandalizar os não crentes!”, pediu.
asaph-borba ttMais tarde, o cantor voltou ao assunto, e afirmou que “sem dúvida a transformação do Brasil passa pelos católicos”, elogiando a proposta do evento e a postura da ala carismática da Igreja Católica.
[Por Tiago Chagas, para o Gospel+]
***
O que reflito:
1) O Asaph orientou o seu público quanto ao único digno de receber glória e honra?
2) Asaph explanou sobre as Verdades conflitantes que representam o que é o “Reino de Cristo”?
3) Ele admoestou sobre a idolatria e a insuficiência da religião?
4) Ele alertou ao público da JMJ sobre o Evangelho da Graça de Deus?
5) Ele falou que a salvação é só em Cristo?
6) Ele amou os fiéis, ao dizê-los que só há um Mediador entre Deus e os homes?
7) A sua participação teve relevância, no sentido de que ,ficaram latentes as diferenças entre o discurso da JMJ e do Asaph Borba?
Bem, se em todas estas indagações o Asaph foi bem sucedido, eu louvo a Deus, faço côro com ele e digo que o Reino de Cristo avançou naquele lugar (lembrando que Deus já está e sempre estará entronizado). Do contrário, curvermos as nossas faces e clamemos a Deus por sabedoria e misericórdia.

2 comentários:

  1. Se o Asaph Borba deu bom testemunho de tolerância e se mostrou cheio do Espírito Santo, MUITOS puderam sentir a diferença entre as músicas que falam de Deus, mas não tocam de fato o coração e UMA ADORAÇÃO EM ESPÍRITO E EM VERDADE.

    Eu me converti ouvindo o louvor FELIZ DE VEZ da Fernanda Brum que tocava insistentemente em minha coração, até que "EU ABRI A PORTA E DEIXEI ENTRAR COM O RISCO DE SER FELIZ DE VEZ".

    Aliás sinto saudades do tempo em que eu ao ouvir um louvor eu me arrepiava, porque havia algo diferente que músicas comuns não trazem as nossas vidas. Já fui em centenas de cultos onde é real a diferença entre quem canta no altar e quem é adorador, porque a igreja sente a diferença.

    Se a participação de Asaph Borba teve relevância ou não eu não sei porque Deus em sua multiforme graça pode honrar um servo seu em qualquer lugar. Aliás, quem sou eu para julgar se a participação de alguém foi relevante ou não, POIS EU CAREÇO DA GRAÇA E DA MISERICÓRDIA DE DEUS TANTO QUANTO QUALQUER CRIATURA DE DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Quero lhe dar os parabéns e glorificar ao Senhor Deus por sua vida. Essas frases refletem a ortodoxia bíblica, conhecimento sadio de profundas verdades extraídas das Escrituras. Tenho sido profundamente edificado com tais máximas e oro ao Senhor para que o amado irmão continue nessa caminhada, edificando, repreendendo, corrigindo, consolando e exortando o Corpo de Cristo. Ao amado em Jesus, deixo a amorosa exortação feita pelo escritor sacro:

    "Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis." (Hebreus 6:10).

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog deixo aqui o convite, acesse o link abaixo:

    Fruto do Espírito

    Minha Fan Page

    P.S. Convido a conhecer o blog do irmão J.C.de Araújo Jorge.
    Mensagens atuais, algumas polêmicas, porém abençoadoras...
    Acesse e confira:
    ASAPH BORBA: Pratica ecumenismo disfarçado de boas obras!

    Em Cristo,
    ***Lucy***

    ResponderExcluir